Como é feita a cirurgia de sopro no coração?

É bem provável que você já tenha ouvido falar sobre esse problema, no entanto, você sabe como é feita a cirurgia de sopro no coração? No artigo de hoje, iremos falar com mais detalhes acerca desse assunto. Portanto, não deixe de conferir essa matéria.

Como é feita a cirurgia de sopro no coração? Essa é uma cirurgia de risco? E como é o pós-operatório? É muito comum se fazer essas perguntas ao descobrir que será preciso passar por esse tipo de procedimento. Contudo, através desse artigo, iremos esclarecer todas as suas dúvidas.

O que é sopro no coração?

Antes de qualquer coisa, você deve entender o que é sopro no coração. Até mesmo para saber qual é a finalidade da cirurgia. Em suma, o sopro nada mais é que uma alteração cardíaca que provoca o aparecimento de um som extra durante o batimento cardíaco.

No entanto, na grande maioria das vezes, esse som extra indica que há uma turbulência na passagem do sangue. Ou seja, não quer dizer que há, de fato, uma doença no coração. Contudo, o sopro pode sim indicar um defeito nas valvas cardíacas, nos músculos cardíacos ou até uma outra doença que altera a velocidade do fluxo de sangue.

Esse tipo de patologia é chamado de “sopro” porque é o nome que se dá ao ruído produzido pela passagem do sangue pelas estruturas do coração. Contudo, em relação a esse assunto, você precisa saber que ele pode ser tanto inocente ou patológico.

Sopro cardíaco inocente x sopro cardíaco patológico

Antes de falarmos sobre como é feita a cirurgia de sopro no coração, é essencial que você saiba a diferença entre esses dois tipos. A princípio, o nome “sopro no coração” até pode assustar, mas calma! Em geral, essa não é uma doença que compromete a saúde.

Na realidade, o sopro cardíaco inocente é um tanto comum, haja vista que ele acomete cerca de 50% das crianças saudáveis. Mas, nesse caso, ele não altera nenhum desenvolvimento físico e na grande maioria das vezes não necessita de cirurgia.

O sopro cardíaco inocente pode ser controlado com medicação ou, em alguns casos, resolve-se naturalmente, em especial quando é em bebês ou crianças. E isso acontece porque em tenra idade os órgãos ainda estão se desenvolvendo.

Agora, o sopro cardíaco patológico está associado a defeitos no coração, como endocardite ou até sequelas de infarto. Nesses casos, vale a pena saber como é feita a cirurgia de sopro no coração, pois é bem provável que essa seja a única opção para reverter esse quadro clínico.

Quando se considera a cirurgia de sopro no coração?

Considera-se a cirurgia no coração apenas quando se trata de um sopro patológico. Afinal de contas, esse tipo está associado com alguma doença que altera a velocidade do fluxo sanguíneo, bem como:

  • Febre reumática;
  • Anemia;
  • Doenças congênitas;
  • Prolapsos da valva mitral etc.

Porém, não podemos deixar de citar que a grande maioria dos sopros no coração são benignos e, portanto, não oferecem qualquer risco à saúde, mas é sempre bom procurar por um profissional capaz de lhe dar maiores orientações.

Como é feita a cirurgia de sopro no coração?

Quanto tempo dura uma cirurgia de coração de sopro? Ok, você já entendeu um pouco mais sobre o assunto, mas como é feita a cirurgia de sopro no coração? Primeiro você deve saber que há mais de um tipo de cirurgia. Afinal de contas, há mais de uma coisa que pode ocasionar nesse sopro. E, a depender da causa, há uma solução.

Mas, no geral, a cirurgia para corrigir essa doença cardíaca é indicada pelo cardiologista e pelo cirurgião cardíaco. E, juntos, eles decidem qual é o melhor tipo para cada pessoa, levando em conta a alteração de cada um.

No entanto, algumas vezes pode se tentar um tratamento com remédios. E isso é feito para melhorar o quadro e atenuar alguns sintomas que podem complicar a cirurgia. Para programar a cirurgia, é feita uma avaliação pré-operatória.

Ou seja, o paciente precisa passar por uma bateria de exames de sangue como hemograma e coagulograma. Alguns exames de imagem também são feitos, como raio x de tórax e cateterismo cardíaco, por exemplo.

Como se preparar para a cirurgia?

Uma das coisas que você precisa saber sobre como é feita a cirurgia de sopro no coração, diz respeito ao preparo. Além dos exames, o paciente precisa passar por um período de jejum, que varia de acordo com a idade.

Bebês precisam ficar de 4 a 6 horas em jejum, enquanto crianças acima de 3 anos e adultos precisam ficar pelo menos 8h. Ademais, para fazer a cirurgia, é preciso estar sob efeito da anestesia geral. E, em relação a duração, também depende do tipo. Mas varia entre 4 e 8 horas.

Como é a recuperação da cirurgia?

Já falamos sobre como é feita a cirurgia de sopro no coração, mas e como é o pós-operatório? Durante os dois primeiros dias, o paciente precisa ficar na UTI. Passado esse tempo, a pessoa passa a ser acompanhada no quarto da enfermaria, o qual deve ficar por cerca de 7 dias.

Durante todo esse tempo, o paciente é vistoriado pelo médico, até a alta do hospital. Além disso, durante todo o período, o paciente faz uso de remédios para desconforto e dores. Cuidados específicos são necessários por se tratar de uma cirurgia delicada.

E assim que receber alta, o paciente deve seguir as recomendações médicas, como ir às consultas de retorno, não fazer esforço, usar os remédios etc.

Fora isso, caso o paciente tenha febre maior que 38°C, falta de ar intensa, dor muito forte, sangramento ou pus na cicatriz, ele deve procurar um médico de imediato, para evitar qualquer agravamento no quadro clínico.

Não podemos deixar de falar que a recomendação médica pode ser diferente para cada pessoa, em especial se o paciente foi submetido a uma cirurgia menos invasiva. Mas, de todas as formas, deve-se respeitar as orientações dadas.