Cirurgia da veia aorta do coração: o que é?

Caso você esteja com algum problema em uma das veias, com certeza o seu médico irá indicar alguns tratamentos a fim de resolver o quanto antes. Contudo, de todas as intervenções, uma que pode causar mais medo aos pacientes é a cirurgia da veia aorta do coração. Mas você sabe como é essa cirurgia, ou quais são os seus riscos? No artigo de hoje, iremos abordar com mais detalhe esse assunto. Confira.

A cirurgia da veia aorta do coração com certeza é uma das que mais causam receio entre os pacientes. No entanto, ainda que isso seja entendível, você precisa saber como é o procedimento antes. Portanto, nesta matéria, iremos esclarecer essas questões.

O que é a aorta?

Antes de falarmos sobre a cirurgia da veia aorta do coração, você deve entender um pouco mais sobre os assuntos que se relacionam com o tempo. Você sabe o que é a aorta, por exemplo, ou até qual a sua importância ou função para o corpo?

A aorta é um dos vasos sanguíneos mais importante do nosso corpo, uma vez que ela é a maior artéria. Em suma, ela se origina da valva aórtica, na saída do coração e segue até o abdômen. Além disso, a aorta faz parte das outras quatro válvulas presentes no corpo humano.

Ao total, o coração possui quatro válvulas: a valva mitral e a válvula aórtica, situadas ao lado esquerdo, e a valva tricúspide e pulmonar, que ficam ao lado direito do coração. Cada uma dessas valvas (ou válvula) possuem uma função. Então, caso você tenha de passar por uma cirurgia da veia aorta do coração, quer dizer que ela não está funcionando como deveria.

Quais as funções das veias do coração?

Você sabe que uma das funções do coração é bombear o sangue para todo o nosso corpo. Contudo, você já parou para pensar como que o sangue chega nos locais corretos, com a máxima precisão? Isso acontece porque, basicamente, essa é a função das valvas.

Ou seja, para que o sangue corra de maneira adequada pelo seu coração, cada uma dessas valvas deve abrir e fechar no momento correto, e isso ocorre quando o nosso coração pulsa. Ademais, as válvulas são compostas de tecido, a qual serve para fechar a válvula, quando necessário.

O bom funcionamento de todas essas quatro válvulas é essencial para impedir com que o sangue se misture de maneira inadequada nas quatro câmaras do coração, que são átrio direito e esquerdo e ventrículo direito e esquerdo.

Sendo assim, a cirurgia da veia aorta do coração é solicitada quando ocorre algum problema que pode incidir em algo mais grave. Portanto, para evitar qualquer agravamento, esse procedimento é ideal. 

Doenças da aorta

A cirurgia do coração é indicada quando há algum problema relacionado, as quais podem ser adquiridas ou podem ter alguma relação a um componente genético. Dentre as doenças mais comuns adquiridas, a que mais se destaca é a aterosclerose.

Inclusive, essa é a mesma doença que leva ao entupimento progressivo das artérias coronárias. Os riscos dessa doença é que ela pode ocasionar infarto, entupimento de vasos que nutrem o cérebro ou até outros acidentes cerebrais.

A aterosclerose leva a formação de placas de gordura que degeneram a parede da aorta. Dessa forma, elas acabam ficando enfraquecidas, o que pode formar aneurismas ou dissecções da aorta. A cirurgia da veia aorta do coração pode ser feita para essas doenças.

Aneurisma da aorta

Os aneurismas são como dilatações que ocorrem devido ao enfraquecimento da parede. Esse tipo de aneurisma pode apresentar a ruptura da parede, que pode levar à morte súbita. Doenças degenerativas ou aterosclerose podem causar um aneurisma. 

Como é a cirurgia da veia aorta do coração em caso de aneurisma?

A cirurgia da veia aorta do coração devido a um aneurisma pode ser tanto aberta quanto através de um tratamento percutâneo, a depender do caso de cada paciente. As cirurgias abertas são as mais comuns em aneurismas de aorta ascendente e arco aórtico.

No entanto, aquelas que se referem ao arco aórtico, na grande maioria das vezes, são cirurgias bem extensas. Contudo, quando a cirurgia é para tratar aorta ascendente e arco, quase que em sua totalidade, a cirurgia é aberta.

Em contrapartida, os aneurismas que comprometem o segmento da aorta descendente e abdominal, na grande maioria das vezes, permitem o tratamento percutâneo. Esse tratamento é feito através da passagem de uma prótese por punção em um vaso da perna, que segue até o aneurisma.

Quando chega no local, a prótese é expandida e recobre a parede da aorta, devolvendo o diâmetro e a resistência natural. Dessa forma, evita de romper ou expandir. No caso da cirurgia da veia aorta do coração aberta, o médico troca o local afetado por uma prótese tubular sintética

Dissecção da aorta

Nesse tipo de problema, o sangue acaba por perfurar as camadas internas da parede da aorta. No entanto, não produz uma ruptura. A longo prazo, o sangue caminha por dentro da parede aórtica, entre as suas camadas. E isso tende a deixá-la fraca.

A medicina chama isso de “falso trajeto”, cujo um dos riscos é ocasionar uma ruptura. Portanto, nesses casos, a cirurgia da veia aorta do coração é considerada, para evitar que algo de mais grave possa acometer o paciente.

Como é a cirurgia da veia aorta do coração em caso de dissecção aorta?

A cirurgia da veia aorta do coração é sempre aberta, em especial quando acomete ascendente e arco aórtico. Para tal, o médico precisa retirar o segmento da aorta que deu início à dissecção e substituir por uma prótese tubular. 

Fora isso, quando a dissecção compromete os vasos que irrigam o cérebro, também há necessidade de substituir os segmentos iniciais dos vasos por próteses tubulares. 

No caso de ser percutânea, coloca-se uma prótese interna na aorta, recobrindo o local em que houve a criação do falso trajeto. Dessa forma, direciona-se o sangue para o trajeto normal, e não mais pelo trajeto falso dentro da parede.